Novidades: CoinPayments integra BRZ, fábrica de colchões cria NFTs e Caio Vicentino vence desafio de traders com 91,22% de lucro

0 8

CoinPayments integra BRZ, fábrica de colchões cria NFTs e Caio Vicentino vence desafio de traders com 91,22% de lucro, confira as novidades no setor de criptomoedas no Brasil.

Diversas empresas do setor de criptomoedas estão com novidades para os brasileiros. A primeira delas é a CoinPayments, que anunciou a integração em sua plataforma do token BRZ, stablecoin pareado ao real. Com a medida, as empresas e os usuários podem armazenar, enviar e receber transações com o ativo.

Criado pela Transfero, o BRZ permite que os brasileiros tenham criptoativos em sua moeda local e acessem diretamente plataformas nacionais e estrangeiras. Assim, os investidores nacionais ganham maior liberdade financeira e podem aumentar seus investimentos em outros ativos e moedas.

“O BRZ segue ampliando a rede de serviços e facilitando a vida dos brasileiros  interessados em acessar as soluções globais do mercado de criptoativos e utilizar pagamentos com crypto”, explica Safiri Felix, diretor de Produtos e Parcerias da Transfero.

Entre as vantagens do BRZ estão a maior estabilidade, uma vez que está pareado ao real, a garantia de reserva, e a tecnologia multichain, uma vez que foi construído em cima de diversas blockchains, como Ethereum (ETH), Solana (SOL), Stellar (XLM), entre outros.

“Uma de nossas missões é permitir que as pessoas possam ter amplo acesso aos mais diversos criptoativos. Assim, faz sentido integrar o token BRZ, primeiro stablecoin pareado ao real, em nossa plataforma. Com ele, mais brasileiros poderão negociar e administrar suas carteiras com mais facilidade”, explica Rubens Neistein, Business Manager da CoinPayments.

Colchão com NFT

Outra novidade vem da marca de colchões Zissou, que anunciou o inicio do seu projeto de expansão de pontos de venda físicos com a abertura de sua segunda loja, que terá um espaço dedicado à arte, replicada no ambiente digital por meio de uma galeria de NFTs.

Para a abertura, foi convidado o artista urbano Tec Fase, responsável por um dos murais que se destacam em frente ao Minhocão, que criou três obras exclusivas inspiradas no universo do sono e dos sonhos.

A exposição física faz parte  da experiência dos visitantes da loja e ficará visível por meio de uma vitrine de vidro, em um quarto privativo totalmente automatizado. As obras, transformadas em NFTs, serão oferecidas em versão digital como presente às primeiras pessoas que fizerem compras de colchões durante a live commerce.

“O sono e os sonhos estão intrinsecamente ligados à criatividade e à arte, tanto por razões biológicas, quanto pela conexão com a imaginação. O espaço na nova loja demonstra essa ligação de forma mais concreta, com exposições periódicas, de obras que tenham como suporte a base das nossas embalagens, que é o papel. Por meio dos NFTs, podemos contrapor a efemeridade do material, eternizando as obras no formato digital, o que conversa totalmente com nosso DNA de tecnologia e inovação”, conta Ilan Vasserman, co-fundador da Zissou.

Caio Vicentino vence desafio de traders

A BitcoinTrade, uma das principais exchanges de Bitcoin (BTC) e criptomoedas do Brasil, anunciou que Caio Vicentino foi o trader campeão do Desafio Cripto 2021. O anúncio foi feito ao final do BitcoinTrade em Casa.

Desde o começo do Desafio, Vicentino, embaixador da MakerDAO no Brasil, esteve em posições de liderança. Sua estratégia foi purista: apostar em Ethereum (ETH) e, com isso, finalizou com 91,22% de seu portfólio na criptomoeda e 8,78% em Reais (BRL).

O lucro aferido durante o desafio, de R$ 11.388,08, será doado para o Instituto Povo do Mar, instituição sem fins lucrativos cearense que busca desenvolver ações que contribuam para a formação humana de crianças da região com educação socioambiental.

“Fico muito feliz em ganhar o Desafio Cripto, primeiramente por ter a oportunidade de contribuir com uma causa da minha região, que conheço e acredito no trabalho. Mas, além disso, por ter acreditado nas minhas convicções quanto ao Ethereum e isso ter me rendido resultados. Foram quatro meses dessa jornada, espero que todos tenham aprendido um pouco com cada estratégia que os especialistas utilizaram.” Afirmou Vincentino.

O Desafio Cripto que teve a participação de 11 especialistas e o vencedor do Road to Desafio Cripto, Gustavo Vargas. Ao final do Desafio, a classificação dos três primeiros colocados ficou respectivamente: Caio Vincentino, Escola Cripto (representada por João Hazim) e Marcello Paz

“Parabéns ao Caio Vicentino pela vitória, mas também aos demais participantes por terem compartilhado conhecimento. É com educação financeira que nossa comunidade se fortalece”, afirma , country manager do Grupo Ripio.

Fonte: Cointelegraph

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Leia Mais